Início > Boas Praticas > Bibliotecas em Bogotá

Bibliotecas em Bogotá

Bogotá

Continente: 
América do Sul
País: 
Colômbia
População (Ano): 
7.674.366 hab.
Ano População: 
2013
Área Total (Ano): 
1.635,75 km²
Devido à grande rede de bibliotecas públicas de Bogotá, a cidade foi reconhecida como a Capital Mundial do Livro e a Capital Iberoamericana da Cultura 2007.

Descrição

Devido à grande rede de bibliotecas públicas de Bogotá, a cidade foi reconhecida como a Capital Mundial do Livro e a Capital Iberoamericana da Cultura 2007, além de receber o Prêmio Acesso ao Conhecimento 2002.

Em 1988, a BiblioRed (Rede Capital de Bibliotecas Públicas da Secretaria Distrital de Educação) foi concebida dentro do Plano de Desenvolvimento Econômico, Social e de Obras Públicas para Santa Fé de Bogotá D.C., no qual também foram inseridos o melhoramento dos espaços para pedestres, a criação do sistema atual de transporte e a construção de ciclovias.

Em 2001, após a implantação de diversas bibliotecas na cidade, a BibloRed começou a funcionar a partir de 3 diferentes níveis de equipamentos, instalados de maneira estratégica pelo território:

- Bibliotecas maiores: Biblioteca Pública El Tintal, Biblioteca Pública Parque El Tunal e Biblioteca Pública Virgilio Barco.

- Bibliotecas locais: Biblioteca Pública de Suba – Francisco José de Caldas, Biblioteca Pública La Victoria, Biblioteca Pública Usaquén – Servitá, Biblioteca Pública La Marichuela e Biblioteca Pública Carlos E. Restrepo.

- Bibliotecas de bairro: Biblioteca Pública Lago Timiza, Biblioteca Pública Las Ferias, Biblioteca Pública La Giralda, Biblioteca Pública Arborizadora Alta, Biblioteca Pública Perdomo, Biblioteca Pública de Puente Aranda, Biblioteca Pública Rafael Uribe Uribe, Biblioteca Pública de Venecia, Biblioteca Pública de Ricaurte e Biblioteca Pública Nuevas Delicias.

Nos últimos anos, a prefeitura local construiu outras megabibliotecas pela cidade e criou diversos programas de leitura que visam formar leitores em massa.

Projetos:

Um dos projetos que envolveu toda a cidade, além do numeroso público que frequenta as bibliotecas, é o "Livros ao Vento". A prefeitura local lança 70 mil exemplares e os distribui nos pontos de ônibus, gratuitamente. Na contracapa, um pedido: que ao terminar a leitura, o livro seja passado para outra pessoa ou deixado em outro lugar público. "Deixe que este livro voe."

Outro projeto municipal utiliza postos de leitura instalados nos parques da cidade, como estantes desmontáveis, com 300 livros cada um.

O interesse pelo livro também cresceu para além da capital colombiana. No interior, em plena floresta amazônica, existem os "biblioburros" - agentes culturais levam coleções ao lombo de burrinhos para emprestar livros nas localidades mais distantes. Também foram criadas pelo governo bibliotecas indígenas.               

Objetivos

• Ampliar o acesso aos espaços públicos de promoção à leitura da cidade, distribuindo, de forma igualitária e planejada, as bibliotecas e o acervo de livros no território;

• Reduzir o índice de violência local a partir do acesso à cultura;

• Facilitar o acesso aos espaços públicos de cultura por meio da rede de transportes.       

Cronograma

• 1988: Criação da BiblioRed;

• 2001: Bibliotecas são estruturadas e classificadas em diferentes níveis, de acordo com sua infraestrutura;

• 2002: Cidade recebe o prêmio de Acesso ao Conhecimento, da Fundação Bill & Melinda Gates;

• 2007: Cidade é considerada a Capital Mundial do Livro pela Unesco e Capital Iberoamericana da Cultura pela UCCI (Unión de Ciudades Capitales Iberoamericanas);

• 2010: 20 bibliotecas espalhadas pela cidade e 1 "Bibliobús" circulando as ruas.           

Resultados

• Os investimentos em cultura começam a mudar a imagem de um país associado à guerrilha, narcotráfico e violência;

• A cidade conta com 20 bibliotecas espalhadas pela cidade de forma estratégica e 1 "Bibliobús", que fica instalado temporariamente em pontos distintos da cidade, contemplando territórios sem o acesso ao serviço;

• Por meio de um serviço de consultoria, a BiblioRed atende a um total de 59 bibliotecas comunitárias e realiza suporte técnico a fim de: a) desenvolver processos de planejamento e implementação dos serviços de biblioteca; b) fortalecer as coleções de bibliotecas; c) orientar a gestão dos recursos para seu desenvolvimento e sustentabilidade dentro das localidades;

• A Unesco escolheu Bogotá como a primeira cidade latino-americana a ser Capital Mundial do Livro, em 2007;

• Uma rede de ciclovias de 300 quilômetros de extensão e o sistema de ônibus articulados em corredores servem a todas as grandes bibliotecas, as quais interferiram diretamente no planejamento do transporte público da cidade;

• A Fundação Bill e Melinda Gates doou US$ 1 milhão para a rede municipal de bibliotecas e colabora com equipamentos tecnológicos para os centros.                   

Instituições envolvidas

• Prefeitura de Bogotá                   

Fontes                       

http://www.colombia.travel/es/turista-internacional/destino/bogota/sitios-de-interes/bibliotecas

http://listas.ibict.br/pipermail/bib_virtual/2006-July/002975.html

http://www.biblored.edu.co/

http://www.biblored.edu.co/directorio

http://www.biblored.edu.co/Bibliotecas%20Comunitarias

34
última modificação: seg, 20/05/2013 - 15:58