Início > Boas Praticas > Calçadas para Todos

Calçadas para Todos

Londrina

Continente: 
América do Sul
País: 
Brasil
Estado - Província: 
PR
População (Ano): 
515.707 hab.
Ano População: 
2012
Área Total (Ano): 
1.650.809,00 km²
Visando melhorar as condições de circulação do cidadão na cidade de Londrina e garantir maior segurança no caminhar, o IPPUL lançou, em 2004, o Projeto “Calçada para Todos”, a fim de conscientizar a população sobre a importância de construir e conservar suas calçadas.

Descrição

Visando melhorar as condições de circulação do cidadão na cidade de Londrina e garantir maior segurança no caminhar, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina - IPPUL lançou, em novembro de 2004, o Projeto “Calçada para Todos”, a fim de conscientizar a população sobre a importância de construir e conservar suas calçadas, além de apresentar as regras referentes a esses espaços.

Tanto o Código de Posturas do Município de Londrina quanto o Código Brasileiro de Trânsito estabelecem que é proibido impedir ou atrapalhar, por qualquer meio, o livre trânsito de pedestres nas calçadas e praças da cidade. A lei do Plano Diretor de Londrina estabelece que todas as ruas devem ter arborização nos dois lados e uma árvore para cada terreno ou no mínimo a cada 12 metros. A Norma Brasileira de Acessibilidade prevê as seguintes dimensões para diferentes tipos de pessoas: pessoa com uma bengala (0,75 m); pessoa com andador (0,85 m); pessoa com muletas tipo canadense (0,90 m); pessoa com cão guia (0,90 m); pessoa em cadeira de rodas (0,80 m).

Na cidade de Londrina, estima-se que 650 mil viagens sejam realizadas diariamente, das quais aproximadamente 230 mil deslocamentos são feitos a pé. A todas essas pessoas deve ser garantido o direito de ir e vir com liberdade e autonomia, possibilitando que seus deslocamentos para o trabalho, estudo, lazer, entre outras atividades cotidianas, sejam realizados com independência e segurança.

Assim, diversas ações municipais foram realizadas para a elaboração deste projeto, visando primordialmente a melhoria da acessibilidade e da mobilidade na circulação em áreas públicas.

Um exemplo disso é que, além da área central da cidade, outras vias importantes e de grande movimentação de pessoas, que buscam principalmente atendimento médico-hospitalar e escolar, foram selecionadas para compor o sistema de calçadas com a faixa de piso tátil.   

Metodologia

O processo ocorreu em 8 etapas. As cinco primeiras etapas foram realizadas entre agosto de 2004 e dezembro de 2005. As etapas 6 e 7 foram iniciadas em 2006. Por fim, a 8ª etapa depende de aprovação da legislação específica sobre calçadas na Câmara Municipal para que possa entrar em vigor.

1ª Etapa: Avaliação das condições das calçadas na cidade

2ª Etapa: Reuniões com entidades representativas das pessoas com deficiência

3ª Etapa: Definição dos padrões de calçada em Londrina

4ª Etapa: Elaboração do Manual de Procedimentos para Construção de Calçadas

5ª Etapa: Sensibilização dos empresários e técnicos de engenharia e arquitetura

6ª Etapa: Conscientização da comunidade londrinense

7ª Etapa: Elaboração de projetos em parcerias público-privado

8ª Etapa: Alteração da legislação municipal sobre calçadas                    

Objetivos

Garantir o direito de ir e vir de todos com liberdade, autonomia e segurança, facilitando os deslocamentos rotineiros da população pelas calçadas da cidade                   

Cronograma

• 2004: É lançado o projeto “Calçada para Todos” da cidade de Londrina

• 2008: Londrina passa a multar imóveis sem árvore na calçada                   

Resultados

• Implantação de calçadas com faixa de piso tátil na área central da cidade e outras vias importantes e de grande movimentação de pessoas

• Tendo em vista que em Londrina a maioria das calçadas tem largura de aproximadamente 3 metros, foram propostos dois padrões distintos de calçada, de acordo com sua localização na cidade: calçada tátil e calçada ecológica, os quais foram definidos de forma a compatibilizar a livre circulação de todos os pedestres, a disposição do mobiliário urbano e da arborização, da forma mais simples e econômica possível

• Elaboração de um material ilustrativo (Manual de Procedimentos para Construção de Calçadas em Londrina) sobre os problemas existentes nas calçadas de Londrina e as dificuldades de deslocamento enfrentadas pela comunidade

• Divulgação, a partir do material ilustrativo, sobre a legislação atual vigente, com a demonstração dos principais problemas de circulação existentes na cidade, e a legislação proposta é apresentada com o detalhamento dos padrões das calçadas - tátil e ecológica - assim como a sugestão da arborização e dos materiais adequados para os pisos

• O IPPUL tem elaborado projetos de revitalização de praças na cidade, com a inclusão da faixa de piso tátil no percurso das calçadas e na área de circulação entre os equipamentos de lazer. Tem sido possível compartilhar nestes casos, ambos os padrões de calçada - tátil e ecológica

• Algumas obras, realizadas de acordo com a Norma Brasileira de Acessibilidade, já viabilizadas pela administração municipal foram concretizadas

• Implantação de calçada ecológica em vias de bairros, que apresentam baixa demanda de circulação de pedestres. Este padrão de calçada propõe uma faixa central de pavimentação mínima de 1,50 metro e duas faixas laterais em grama, possibilitando maior área de infiltração da água de chuva, porém ainda garantindo largura de passeio suficiente para o deslocamento dos pedestres.

• Em outubro de 2008, o CTS - Centro de Transporte Sustentável da Cidade do México elegeu o projeto “CALÇADA PARA TODOS” de Londrina como ganhador do III Concurso Cidades Ativas e Saudáveis na categoria Espaço Público e Cultura Cidadã.      

Instituições envolvidas

• Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina – IPPUL

• Prefeitura Municipal de Londrina

• Associação Brasileira de Cimento Portland

• Detran PR

Contatos

Prefeitura de Londrina.

Telefone: (43) 3372-4000                                

Fontes                   

http://www.londrina.pr.gov.br/ippul/calcadaparatodos/index.htm

http://www.cbtu.gov.br/estudos/pesquisa/antp_16congr/resumos/arquivos/antp2007_503.pdf

http://www1.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=7561:prefeitura-desenvolve-projeto-de-acessibilidade-nas-calcadas-de-londrina&catid=98:outros&Itemid=985

http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=9&ved=0CF0QFjAI&url=http%3A%2F%2Fwww.crea-pr.org.br%2Facessibilidade%2Fapresentacoes%2FConferencia2009.ppt&ei=asdoT_KjH4n3ggeY5-CgCQ&usg=AFQjCNHwBO_hNf6y0hPC8SsXRiXDHkG42g&sig2=gT0qu8fQTWrQYkJvSABhSA

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL363223-5598,00-LONDRINA+MULTA+IMOVEIS+SEM+ARVORE+NA+CALCADA.html

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16437&Itemid=1683

20
última modificação: qui, 13/06/2013 - 17:12