Início > Boas Praticas > Emissões Zero em 2020

Emissões Zero em 2020

Melbourne

Continente: 
Oceania
País: 
Austrália
População (Ano): 
4.137.432 hab.
Ano População: 
2011
Área Total (Ano): 
8.806,00 km²
O projeto “Emissões Zero em 2020” nasceu da constatação de que metas mais ambiciosas são necessárias para que a mudança climática global seja estabilizada.

Descrição

O projeto “Emissões Zero em 2020” surgiu da constatação de que são necessárias grandes metas para que a mudança climática global seja estabilizada. Assim, as estratégias se fundamentaram em três abordagens principais: levar design de ponta para as edificações, fornecer energias limpas e renováveis, e realizar as compensações necessárias.

Para aplicar suas estratégias junto à cidade de Melbourne, desenvolveu-se um perfil de produtividade verde, um mercado de carbono, e o Centro de Conhecimentos e Tecnologias de Efeito Estufa.

Uma consulta foi realizada para melhor compreender as barreiras para o desenvolvimento de prédios verdes e promoção de energias renováveis. Um comitê diretor foi criado com representantes das partes interessadas do governo e organizações não governamentais, institutos de pesquisa, empresas, indústrias e organizações profissionais.           

Objetivos

• Deslocar investimentos empresariais em edifícios, instalações industriais e geração de energia

• Reduzir o consumo de energia nos edifícios em Melbourne em 50%

• Aumentar a oferta de energia renovável na cidade em 22%

• Alcançar uma melhoria de 50% na eficiência energética de fontes de energia não renováveis em todo o município.

• Seqüestrar 800.000 toneladas de CO2 todo o município.                   

Cronograma

• Outubro de 2002: O projeto foi definido

• 2003: Emissão Zero em 2020 foi publicado

• 2004: O Greenhouse Action Plan foi planejado

• Novembro de 2005: foram desenvolvidas novas regulamentações para o uso de energia em prédios comerciais

• 2006: O Greenhouse Action Plan entra em ação e foi inaugurado um prédio verde como modelo a ser seguido na cidade de Melbourne

• 2008: é lançado um documento que revê metas do projeto e analisa o seu sucesso em cada uma das iniciativas.                   

Resultados

• Extensa divulgação e promoção do projeto, a partir da produção e distribuição de documentos informativos aos atores envolvidos, apresentações em conferências, fóruns e através da mídia local

• Envolvimento entre CEOs (Oficiais Executivos de Chefia) e altos funcionários de uma variada gama de organizações para ajudar na implementação do projeto, com consultas e consequente aumento da colaboração

• Inauguração de um prédio-modelo de design verde em agosto de 2006, como referência para futuras construções

• Premiação (cinco estrelas) pela qualidade no regulamento de uso de energia na cidade

• Obrigação da disponibilização do planejamento de uso de energia por prédios com área maior que 5000m²

• Realização de auditorias energéticas em 300 empresas poluidoras pelo Greenhouse Action Plan, que diminuíram as emissões de gases causadores do efeito estufa em 1,1 milhão de tonelada.

• A cidade de Melbourne, na Austrália, obteve o selo “carbono neutro” da autoridade independente do governo australiano “Low Carbon Australia” (Baixo Carbono Austrália)                   

Instituições envolvidas

• Environmentally Sustainable Development Branch

• Cidade de Melbourne

• Estado

• Organizações não governamentais

• Instituições de pesquisa

• Empresas                   

Fontes

http://www.iclei.org/index.php?id=1179

http://www.melbourne.vic.gov.au/Pages/default.aspx

http://www.melbourne.vic.gov.au/Environment/WhatCouncilisDoing/Documents/zero_net_emissions_2020.pdf

14
última modificação: qui, 12/09/2013 - 14:33