Início > Boas Praticas > Escolas Sustentáveis em Barcelona

Escolas Sustentáveis em Barcelona

Barcelona

Continente: 
Europa
País: 
Espanha
População (Ano): 
1.600.000 hab.
Ano População: 
2008
A cidade espanhola desenvolveu um Programa de Educação para o Desenvolvimento Sustentável, com início em 2001, chamado Agenda 21 Escolar. Baseado na educação ambiental, é referência para escolas em Barcelona e uma fonte de inspiração para iniciativas semelhantes além da cidade.

Descrição:

Em 2001, foi criado o Programa Agenda 21 Escolar Barcelona, com o intuito de envolver diretamente a comunidade educativa na Agenda 21 Local e impulsionar os seus estímulos para a sustentabilidade. Este Programa, promovido pelo Departamento da Câmara Municipal, em colaboração com a Fundação AGBAR e com o Instituto Municipal de Educação, é desenhado para facilitar o envolvimento das escolas no projeto global de construir um mundo melhor e mais sustentável, começando com a intervenção no ambiente imediato.

Os temas trabalhados neste programa são: segurança alimentar e agricultura sustentável; energia sustentável (acesso, eficiência e energias renováveis, indústria verde, eficiência de materiais e redução de resíduos); cidades sustentáveis e áreas urbanas; gestão da água e saneamento; gestão sustentável dos oceanos (economia azul); prevenção de desastres naturais e adaptação às mudanças climáticas, biodiversidade, florestas e outros ecossistemas.

A Agenda 21 Local, elaborada sempre de maneira participativa, traduz objetivos globais em ações específicas. Visando esse objetivo, o Conselho da Cidade de Barcelona incentiva as escolas (professores, alunos, monitores, funcionários e famílias) para a criação e consolidação das escolas sustentáveis. Por meio de projetos participativos de educação ambiental e envolvimento cívico, os laços entre a escola e a cidade passam a ser fortalecidos.

Desde o início do projeto, as escolas participantes desenvolveram inúmeras iniciativas para melhorar a própria escola e o meio ambiente. A cada ano novos centros de comunicação foram abertos para que os programas fossem difundidos e aprofundados e muitos projetos comunitários foram instituídos. 

A criação de uma Rede de Escolas Sustentáveis e o crescimento no número de escolas participantes a cada ano comprovam a sustentabilidade e importância do programa.

A cada final de curso, a escola apresenta um relatório sobre o desenvolvimento de seu projeto. Ao completar cinco anos no programa, as escolas são convidadas a efetuar uma autoavaliação abrangente e recebem uma placa para ser colocada na porta da escola e um prêmio de 1.000 € em apoio financeiro e incentivo para desenvolver um novo projeto de três anos.
A partir de setembro de 2014, o Programa Agenda 21 Escolar (PA21E) passou a chamar Barcelona – Escolas + Sustentáveis.

 

Objetivos:

- Envolver a comunidade educativa na Agenda 21 Local e impulsionar ações para a sustentabilidade; 

- Fazer com que as escolas envolvidas realizem intervenções locais pensando em um projeto global de um mundo melhor; 

- Promover inovação educacional com critérios de sustentabilidade, levando a uma profunda revisão de abordagens e práticas educativas que conduzam a mudanças reais; 

- Promover uma cultura nas escolas com base na participação e cooperação e, com isso, melhorar a rede entre escolas e entre organizações da sociedade civil comprometidas com a sustentabilidade.

 

Metodologia:

Processo participativo com revisão de abordagens e práticas educativas, focado no compromisso de ações para a melhoria ambiental e na sustentabilidade. Podem participar deste processo creches, escolas primárias e secundárias, escolas de educação profissional e educação de adultos e centros de educação especializada e adaptada à cidade. 

Para a instituição educacional se inscrever, basta elaborar um projeto próprio que ano após ano se aprofunde e aprimore a educação para a sustentabilidade, apresentar o projeto dentro do prazo estabelecido em cada temporada (anual), explicar para a comunidade educativa os objetivos desse projeto e, finalmente, obter a aprovação da equipe coordenadora.

Uma vez celebrada a assinatura do compromisso, os centros recebem atenção pessoal, formação e mudança técnica e pedagógica para implantar os seus projetos de Escolas Sustentáveis.

O programa oferece: 

1. Um quadro de trabalho comum em torno de um projeto coletivo;

2. Materiais de apoio com orientações práticas; 

3. Propostas de trabalho e recursos específicos;

4. Centro de Documentação de Educação Ambiental com materiais informativos e recursos; 

5. Serviço telefônico permanente para informação; 

6. Comunicação regular por meio de um boletim eletrônico quinzenal e no site do programa;

7. Cursos, seminários e oficinas de capacitação para professores, agentes de apoio, monitores, etc;

8. Dinâmicas contínuas de grupos de trabalho com técnicas educacionais; 

9. Suporte técnico e recursos de diversas autoridades municipais;

10. Mecanismos de monitoramento do processo para a troca de experiências;

11. Ajuda financeira para as escolas participantes; 

12. Integração a uma rede de Escolas Sustentáveis 

 

Resultados:

- Entre 2001 e 2014, 419 escolas assinaram o Compromisso Cidadão para a Sustentabilidade;

- Centenas de projetos ambientais em prol da sustentabilidade são realizados a cada ano e aumentam ano após ano; 

- Diversas temáticas são abordadas anualmente: água, economia de energia, redução de ruído, economia de papel, consumo responsável, resíduos incluindo compostagem, rotas escolares e mobilidade mais sustentável, naturalização de pátios e jardins, jardins orgânicos com promoção da biodiversidade, melhor comunicação, incentivo a participação e a partilha etc;

- O crescimento no número de escolas participantes tem sido notável. No primeiro ano, 2001-2002, o programa contou com 69 escolas;

- Durante o ano 2008-2009 foram realizados 264 projetos; 

- Durante o curso de 2009-2010, o projeto contou com 326 instituições de ensino e, com isso, envolveu diretamente 81.882 estudantes, 7.583 professores, 1.481 funcionários de apoio das escolas e 62.970 famílias; 

- No ano letivo 2011-2012, 279 escolas continuaram a aprofundar o projeto iniciado em anos anteriores, e 36 novos centros aderiram ao programa;

- No ano letivo 2013-2014, 332 centros apresentaram um plano de ação de aprofundamento de projetos ou iniciando projetos de melhoria da sustentabilidade;

- Em 2010, ficou entre os doze vencedores do Prêmio Internacional de Dubai promovido pela ONUHABITAT, que reconhece boas práticas para melhorar as condições de vida;

- Criação de uma rede de escolas que compartilham objetivos e experiências de aprendizagem;

- Experiência coletiva de melhoria contínua do ambiente em aproximadamente 15 anos e um impacto social sobre milhares de professores e centenas de milhares de estudantes e suas famílias. 

 

Instituições Envolvidas:

Departamento de Meio Ambiente da Câmara Municipal

Instituto Municipal de Educação

Fundação AGBAR 

 

Fontes:

Escoles + Sostenibles

L'Agenda 21 Escolar

Educando para la sostenibilidad

Premio Internacional de Dubai

Educação para o Desenvolvimento Sustentável: O Programa Agenda 21 Escolar Barcelona 

 

Contatos: 

[email protected]

www.bcn.cat/escolessostenibles

[email protected]

35
última modificação: sex, 26/09/2014 - 11:29

Comentários