Início > Boas Praticas > Os Coletores de Lixo "Zabbaleen"

Os Coletores de Lixo "Zabbaleen"

Cairo

Continente: 
África
País: 
Egito
População (Ano): 
8.000.000 hab.
Ano População: 
2008
Na década de 90, quatro empresas do Cairo decidiram realizar um esforço coordenado em nome de um grupo de coletores de lixo da cidade: pessoas marginalizadas que recolhem, eliminam e recuperam os resíduos sólidos domésticos.

Descrição

Na década de 90, quatro empresas do Cairo decidiram realizar um esforço coordenado em nome de um grupo de coletores de lixo da cidade: pessoas marginalizadas que recolhem, eliminam e recuperam os resíduos sólidos domésticos. Estes programas também visam a substituição dos veículos empregados na coleta de lixo (carros puxados por burros) por caminhonetes de coleta, o desenvolvimento de pequenas e microempresas, o financiamento de classes de alfabetização e a construção de infraestrutura (água, esgoto e rede elétrica) com a participação da comunidade. Entre os resultados obtidos se destaca a reciclagem e reutilização de 90% das 200 toneladas diárias de resíduos domésticos coletados. Em 1998 a iniciativa recebeu um prêmio da ONU. Práticas semelhantes passaram a ser adotadas em Mumbai e Manila.                                   

Objetivos

A iniciativa se propõe a informar, instituir e convencer as autoridades governamentais que mudem sua atitude e revoguem a decisão de expulsar e transladar estas pessoas. E que apoiem e levem a cabo um plano de melhoria de um povoado que prevê: a urbanização, a construção de uma escola, um ambulatório, um parque, um clube infantil e programas de crédito.

Estes programas também pedem a substituição dos veículos empregados na coleta de lixo (carros puxados por burros) por caminhoões de coleta e o desenvolvimento de pequenas e microempresas. Pedem financiamento de programas de alfabetização, a construção de infraestrutura (água, esgoto e rede elétrica) e melhorias nas construções, pintando as fachadas dos prédios, plantando árvores e a mobilizando a comunidade.                   

Cronograma

• maio /1995: Entrada em vigor do primeiro decreto ministerial relativo às ocupações ilegais.

• janeiro / 1996: Aprovação do Governo de um plano integral de remodelação

• maio / 1996: Finalização do centro sanitário materno e infantil

• 1997: Finalização do plano de implementação de infraestrutura.

• 1998: Os Zabbaleen recebem um premio da ONU em reconhecimento ao seu trabalho. Práticas semelhantes passam a ser adotadas em Mumbai e Manila.                

Resultados

• O assentamento de 300 famílias ao invés de sua expulsão, permitindo além disso que continuem a coletar o lixo.

• A coleta de 200 toneladas diárias de resíduos domésticos sem custo para o orçamento municipal.

• Diariamente, são separados e recuperados 90% destas 200 toneladas, que são reciclados ou reutilizados na produção de outros produtos.

• A melhora da situação sanitária dos habitantes da área e a criação de 45 empregos: 22 mulheres, que fabricam em suas casas esteiras para o chão e dão aulas de alfabetização e educação na saúde, e 23 homens, que trabalham na fabricação de máquinas de reciclagem.

Instituições envolvidas

• Orascom

• UMI/USAID

• Comissão Nacional UNESCO

• Associação para Proteção do Meio Ambiente.

Fontes

http://habitat.aq.upm.es/dubai/98/bp246.html

http://sustainablecities.dk/en/city-projects/cases/cairo-finding-its-own-way-in-waste-collection

33
última modificação: qui, 02/05/2013 - 11:26