Início > Boas Praticas > Parceria público-privada para alimentação escolar de qualidade

Parceria público-privada para alimentação escolar de qualidade

Campinas

Continente: 
América do Sul
País: 
Brasil
Estado - Província: 
SP
População (Ano): 
1.081.000 hab.
Ano População: 
2010
O modelo da alimentação escolar em Campinas (SP) é uma referência nacional em termos de qualidade e de gestão, com foco na segurança alimentar.

Descrição

Em 1984, a Prefeitura de Campinas (SP) aderiu ao convênio “municipalização da merenda”, oferecido pelo Governo do Estado de São Paulo, e passou a administrar o Programa de Alimentação Escolar do Município (PMAE). Com isso, a gestão do programa passou a ser feita na Secretaria de Educação e operacionalizada por meio da Coordenadoria de Nutrição (Conutri). Depois, em julho de 2002, a secretaria de Educação do município e as Centrais de Abastecimento de Campinas (Ceasa) firmaram uma parceria e passaram a gerenciá-lo.

O modelo da alimentação escolar em Campinas é uma referência nacional em termos de qualidade e de gestão, com foco na segurança alimentar.

O município aposta na elaboração de uma variedade de cardápios (mais de 15 tipos) sob a orientação de nutricionistas, assim como na capacitação e aperfeiçoamento das mais de 900 cozinheiras que trabalham no preparo das refeições diárias oferecidas aos estudantes da rede pública de ensino, tanto municipal quanto estadual. Tudo isso acontece na Cozinha Experimental do Ceasa, criada em 2010. Nesse mesmo ano, foram servidas mais de 20 milhões de refeições.

A prioridade do Programa de Alimentação Escolar de Campinas é uma alimentação saudável. Por isso, investe muito em educação nutricional e na qualidade das refeições. Na alimentação escolar há produtos integrais e de pequenos produtores rurais - alguns deles orgânicos. Não há frituras, nem produtos formulados nos menus e é servida uma grande variedade e quantidade de hortifrutis.

Por meio de treinamentos e da formulação das receitas, o Programa investe no controle do uso de sal, açúcar e gordura no cardápio. O açúcar foi excluído das preparações do cardápio das crianças menores de 1 ano de idade. Já crianças com problemas de saúde, como diabetes, intolerância à lactose e necessidade de alimentação enteral, recebem merenda preparada com produtos específicos.

Diariamente o Ceasa distribui cerca de 100 toneladas de produtos para garantir as mais de 230 mil refeições servidas na merenda. O Programa atende em torno de 570 unidades escolares da cidade - escolas municipais e estaduais, salas de aulas de jovens e adultos e entidades assistenciais (dados de 2013).

A merenda fornecida pelo município de Campinas é uma das mais bem avaliadas do país.

Objetivos

• Atender às necessidades nutricionais dos alunos durante sua permanência em sala de aula, contribuindo para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem e o rendimento escolar dos estudantes e com a formação de hábitos alimentares saudáveis;

• Recuperar hábitos alimentares saudáveis para promover a segurança alimentar e qualidade de vida das crianças e jovens do município;

• Oferecer uma alimentação com maior controle e garantia higiênico-sanitária;

• Promover, por meio de uma alimentação de qualidade, o ótimo crescimento e desenvolvimento dos escolares, além de proporcionar condições plenas para o incremento das capacidades intelectuais.

Cronograma

• 1984: a Prefeitura de Campinas aderiu ao convênio “municipalização da merenda”, do Governo do Estado de São Paulo, e passou a administrar o Programa de Alimentação Escolar do Município por meio da Secretaria de Educação;

• 2002: Ceasa passou a operacionalizar o PMAE;

• 2004: O PMAE recebeu o Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar na categoria “Capitais e Grandes Cidades”, promovido pela ONG Ação Fome Zero;

• 2010: Foi inaugurada a Cozinha Experimental do Ceasa;

• 2013: O Programa atende em torno de 570 unidades escolares da cidade - escolas municipais e estaduais, salas de aulas de jovens e adultos e entidades assistenciais.

Resultados

• O PMAE recebeu em 2004 o prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar na categoria “Capitais e Grandes Cidades”. O prêmio é uma atividade de avaliação, seleção, premiação e divulgação de boas gestões públicas municipais do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) promovida pela ONG Ação Fome Zero;

• Em 2010, o PMAE passou a integrar o projeto “Educação para uma Vida Saudável”, idealizado pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Ceasa, secretarias de Educação, Cidadania e Esportes e Lazer. O projeto é voltado para os alunos das escolas municipais e visa prevenir e combater o crescimento do sobrepeso e obesidade infantil e seus males à saúde, como hipertensão e diabetes, com incentivo a atividades esportivas e ações educativas para toda comunidade escolar;

• O Programa aumentou significativamente o uso de frutas e legumes frescos na merenda escolar, que podem ser encontrados nas refeições em pelo menos quatro dias da semana;

• Após as mudanças promovidas em 2002, os nutricionistas realizaram uma pesquisa que mostrou que quase 80% dos estudantes aprovaram os novos cardápios;

• Os pequenos agricultores podem agora acessar um mercado de refeições escolares, no qual o governo compra diretamente no atacado seus de produtos frescos para o desenvolvimento do cardápio. Os agricultores ganham um papel mais forte na cadeia de abastecimento, sem depender de intermediários. Ao mesmo tempo, o mercado atacadista reúne um grande número de pequenos agricultores e a quantidade suficiente de produtos de boa qualidade;

• Atualmente, são servidas mais de 230 mil refeições diariamente na merenda, atendendo em torno de 570 unidades escolares da cidade.

Instituições envolvidas

• Prefeitura de Campinas

• Ceasa

Contatos

Prefeitura de Campinas

Departamento de Apoio à Escola (Nutrição)

E-mail: [email protected]

Tel: (19) 2116.0412

Ceasa

Programa Alimentação Escolar                            

Tel: (19) 3746-1095

Fontes

http://www.campinas.sp.gov.br/governo/gestao-e-controle/alimentacao-escolar.php

http://www.ceasacampinas.com.br/novo/Proj_Alimentacao.asp

http://www.ceasacampinas.com.br/merenda.php?pagina=alimentacao_escolar

http://www.aljazeera.com/indepth/opinion/2013/02/201322853527633979.html

 

35
última modificação: qua, 29/05/2013 - 14:44