Início > Boas Praticas > Plano de Manejo de Resíduos para as Ilhas Galápagos

Plano de Manejo de Resíduos para as Ilhas Galápagos

Ilhas Galápagos

Continente: 
América do Sul
País: 
Equador
Em março de 2010, para resolver o problema de resíduos decorrente dos níveis insustentáveis de consumo nas Ilhas, foi criado o Plano de Manejo de Resíduos para as Ilhas Galápagos.

Descrição

Em março de 2010, para resolver o problema de resíduos decorrente dos níveis insustentáveis de consumo nas Ilhas, pelo contínuo crescimento, tanto do turismo quanto da população moradora, foi criado o Plano de Manejo de Resíduos para as Ilhas Galápagos.

O Plano teve como inspiração o projeto piloto realizado na Ilha de Santa Cruz, responsável por 60% dos resíduos gerados no arquipélago, e tem como missão gerar progressos significativos até o ano 2020, através da conscientização da comunidade local e turística acerca da necessidade do manejo dos resíduos das Ilhas, reduzindo a geração de resíduos, melhorando o sistema de coleta, enfrentando barreiras para o efetivo manejo, reduzindo potenciais impactos negativos para a saúde e o meio ambiente, incentivando o manejo local dos resíduos, com autonomia de cada ilha.

As ações foram divididas em curto, médio e longo prazo, para cada ilha, de forma e considerar suas especificidades, levantadas por um diagnóstico preliminar. A ideia é buscar a sustentabilidade local: ambiental, econômica, técnica e social.               

Metodologia

Primeiramente, foi realizado um estudo detalhado da geração de resíduos por região geográfica e setores como: habitação, comércio, bares, restaurantes, hotéis, eletricidade, hospitais, transporte, etc.

Entre 2003 e 2006, com apoio da Fundação Galápagos e o Serviço de Parque Nacional Galápagos, o Município de Santa Cruz (uma das ilhas Galápagos, onde são gerados mais de 60% dos resíduos de todas as ilhas) começou a implantação do Plano de Manejo de Resíduos. Uma das primeiras atividades foi o aprimoramento do sistema de coleta, pedindo para os moradores separarem os resíduos em três categorias: recicláveis, orgânicos e não recicláveis. Foi realizada, durante três anos, uma campanha de educação sobre práticas de reciclagem.   

Objetivos

• Implementar até 2020 um sistema integrado de reciclagem e manejo de resíduos em todas as ilhas habitadas de Galápagos

• Reduzir a pressão sobre os ecossistemas terrestres e marinos, reduzindo a contaminação

• Realizar educação comunitária contínua para efetividade no processo de implantação do Plano                   

Cronograma

• 1959: 97% do território são declarados Parque Nacional

• 1978: Ilhas Galápagos são declaradas Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO

• 1984: Ilhas Galápagos são declaradas Reserva da Biosfera pela UNESCO

• 2001: Reserva Marina de Galápagos (criada em 1986) é declarada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO

• 2003 a 2006: início do processo de reciclagem na Ilha de Santa Cruz

• Abril de 2007: Presidente de Equador assina um Decreto de Emergência, considerando que a conservação e o manejo ambiental das Ilhas Galápagos estão em risco e declarando as Ilhas como prioridade nacional

• Junho de 2007: UNESCO inclui as Ilhas Galápagos na lista de Patrimônios em perigo

• Março de 2010: É criado o Plano de Manejo de Resíduos para as Ilhas Galápagos       

Resultados

Resultados obtidos na Ilha de Santa Cruz:

• Implantação do programa integral de reciclagem

• Quase 50% dos resíduos gerados estão sendo reciclados

• Sistema se converteu num modelo para ser aplicado nos outros locais

• Campanha contínua de educação sobre reciclagem para 99% da população da Ilha

• Aumento de 260% na reciclagem de resíduos entre 2007 e 2009

• Aumento de 400% na produção de composto entre 2007 e 2009

• Redução da geração de resíduos per capita em 35%                   

Instituições envolvidas

• Governo das Ilhas Galápagos

• WWF

• Toyota                   

Fontes               

http://www.worldwildlife.org/what/wherewework/galapagos/WWFBinaryitem17165.pdf

http://www.worldwildlife.org/what/wherewework/galapagos/WWFBinaryitem22699.pdf   

37
última modificação: sex, 26/04/2013 - 11:43