Início > Boas Praticas > Reforma de habitações populares

Reforma de habitações populares

Göteborg

Continente: 
Europa
País: 
Suécia
População (Ano): 
508.000 hab.
Ano População: 
2009
As dimensões ambiental e social foram incorporadas na reforma desse antigo conjunto habitacional de Goteborg, que agora é um dos mais procurados na cidade.

Descrição

As dimensões ambiental e social foram incorporadas na reforma desse antigo conjunto habitacional de Goteborg, que agora é um dos mais procurados na cidade.

Formado por dez prédios totalizando 255 apartamentos, a construção dos anos 70 era um bloco de concreto úmido e mal insulado, com ocupação de apenas 65%, o que encarecia ainda mais a já precária manutenção do imóvel.

Uma reforma iniciada nos anos 90 contou com a participação da comunidade na elaboração, gestão e manutenção da propriedade. Isso ajudou a garantir a integração bem sucedida entre o projeto dos arquitetos contratados e as necessidades dos moradores, que se dividiram em grupos que discutiam os problemas do local, como segurança e áreas comunitárias, apresentando os problemas e sugerindo soluções.                           

Objetivos

• Melhorar a qualidade de vida dos moradores

• Fornecer habitação pública de alta qualidade a preços acessíveis

• Envolver os moradores no processo de reforma

• Aumentar as possibilidades de interação social

• Utilizar princípios de construção sustentável e métodos de economia de energia

• Integrar tecnologias inovadoras de energia renovável e melhorar a qualidade arquitetônica da habitação pública.

Cronograma

• 1970: Construção do conjunto habitacional de Gårdsten

• 1996: Aprovação de um plano de reformas do conjunto

• 2000: Término da renovação

• 2001: Todos os apartamentos estão alugados e há uma lista de espera

• 2005: O projeto Recebe o World Habitat Award

• 2006: Recebe o Prêmio Sueco de Construções Sustentáveis

Resultados

• O conjunto hoje tem listas de espera para aluguel de seus apartamentos.

• Como resultado da colaboração, várias soluções inovadoras foram utilizadas no projeto. Na área de convivência foram criadas salas de jogos, salas comunitárias, brinquedotecas para crianças e estufas coletivas, onde são plantadas frutas e legumes. Os moradores são encorajados a se envolver na conservação destas áreas comunais e dos jardins em volta da construção.

• Painéis solares foram instalados, além de pequenas reformas para melhorar a insolação do local, diminuindo os gastos com água e eletricidade do local em 40%.

• Todo material utilizado foi pré-fabricado e nenhum tipo de especialista foi necessário para a construção, diminuindo os custos de reforma.

Instituições envolvidas

• Prefeitura de Göteborg                                        

Fontes                       

http://www.worldhabitatawards.org/winners-and-finalists/project-details.cfm?Lang=00&theprojectid=293

www.gardstensbostader.se

20
última modificação: seg, 06/05/2013 - 12:55