Início > Noticias > Mais de 30 cidades brasileiras assumem o compromisso com o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, em Recife

Mais de 30 cidades brasileiras assumem o compromisso com o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, em Recife

Por ICLEI - Local Governments for Sustainability

Trinta e três cidades brasileiras de diversas regiões anunciaram a adesão massiva ao Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia (Global Covenant of Mayors for Climate & Energy), conectando-se, assim, às discussões internacionais de sustentabilidade e promovendo o engajamento de lideranças locais em ações de enfrentamento à mudança do clima.

A adesão coletiva configurou o Ato de Prefeitos pelo Clima e Energia, realizado durante a programação da 72ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos, no Sebrae Recife, que também recebeu paralelamente o XII Encontro Nacional do Fórum CB27, entre os dias 26 e 29 de novembro. A mobilização para as assinaturas contou com a liderança do prefeito do Recife, Geraldo Julio, e o forte apoio de redes de cidades ICLEI América do Sul, Frente Nacional de Prefeitos e CB27.

Quinze prefeitos presentes à solenidade anunciaram sua adesão ou renovaram seu compromisso com essa aliança internacional de cidades pelo clima. Outros 17 prefeitos enviaram suas cartas de compromisso assinadas e foram representados no momento da solenidade, resultando na adesão massiva desses municípios. Dentre as cidades que participaram do anúncio, 23 capitais estão inseridas neste movimento, que na prática se traduz no compromisso voluntário para planejar e agir no território com o objetivo de reduzir emissões, se adaptar à mudança climática e promover o acesso à energia sustentável.

Como vice-presidente de Mudanças Climáticas da FNP, o prefeito Geraldo Julio enfatizou a importância de os municípios aproximarem-se da discussão e aproveitarem as oportunidades relacionadas à agenda. “Nas nossas grandes cidades, o que mais emite gases de efeito estufa são as questões de mobilidade e resíduos sólidos, que são questões tratadas pelos municípios. O Governo Federal vem discutindo nas COPs, na ONU, mas é importante que os municípios possam participar deste debate e acessar recursos que são disponibilizados por organismos internacionais para as mudanças climáticas. Então, este documento de hoje é importante, porque insere os municípios do Brasil nessa discussão e as cidades precisam mudar suas formas de funcionamento para garantir um desenvolvimento mais sustentável”, explicou o prefeito Geraldo Julio sobre o movimento que atualmente reúne mais de 7.400 cidades de seis continentes e 121 países, representando mais de 600 milhões de habitantes e é a maior aliança mundial de prefeitos e líderes locais comprometidos com a ação climática.

O Secretário-Executivo do ICLEI na América do Sul, Rodrigo Perpétuo, comentou a importância do ato. “O que aconteceu aqui foi a integração de prefeitos da Frente Nacional com o movimento mundial, e essa convergência significa um fortalecimento do poder local frente às Agências Internacionais, tanto as da ONU, que determinam e dão as diretrizes políticas que depois são incorporadas nos respectivos países, como as de financiamento, os grandes bancos internacionais, para que os municípios possam acessar recursos que realmente façam diferença na implementação de políticas públicas”, declarou o Perpétuo sobre o Pacto.

Esta aliança global de lideranças locais pelo clima resulta da junção de duas iniciativas distintas: o Compacto de Prefeitos, estabelecido por Bloomberg Philantropies e o Covenant of Mayors for Climate and Energy, lançado pela Comissão Europeia. Essa fusão vai aproveitar os poderes de mobilização e de investimento da União Europeia e da Bloomberg Philanthropies, bem como das redes de cidades globais parceiras de cada iniciativa – incluindo C40, ICLEI, CGLU, Eurocities, Energy Cities e Climate Alliance – possibilitando presença e visibilidade mais fortes das autoridades locais no contínuo trabalho da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). Confira a listagem completa dos compromissos anunciados: 

Prefeitos presentes à solenidade de assinatura:

1. Edvaldo Nogueira Filho, de Aracaju (SE)
2. Jonas Donizette, de Campinas (SP)
3. Francis Maris Cruz, de Carceres (MT)
4. Geraldo Luzia de Oliveira Junior, de Cariacica (ES)
5. Maurílio Guimarães, de Curvelo (MG)
6. Mário Ricardo, de Igarassu (PE)
7. Gustavo Reis, de Jaguariúna (SP)
8. Clécio Vieira, de Macapá (AP)
9. Rodrigo Neves Barreto, de Niteroi (RJ)
10. Carlos Amastha, de Palmas (TO)
11. Nelson Bugalho, de Presidente Prudente (SP)
12. Geraldo Júlio, de Recife (PE)
13. Vice-Prefeito Antônio Júlio Gomes Pinheiro, de São Luis (MA) 
14. Paulo Piau, de Uberaba (MG) 
15. Luciano Rezende, de Vitória (ES) 

Prefeitos que enviaram cartas de compromisso assinadas e foram representados no momento da solenidade:

1. Zenaldo Coutinho, de Belém (PA), representado por Fábio Atanásio, secretário de Relações Institucionais e Projetos;
2. Alexandre Kalil, de Belo Horizonte (MG), representado Sérgio Gomes, chefe de gabinete da Secretaria de Meio Ambiente; 
3. Teresa Surita, de Boa Vista (RR), representada por Ícaro Costa, secretário adjunto municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente;
4. Rodrigo Rollemberg, do Governo do Distrito Federal (DF), representado por Carcius Azevedo dos Santos, então secretário de estado de Meio Ambiente;
5. Marcos Marcellos Trad, de Campo Grande (MS), representado por José Marcos da Fonseca, secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano;
6. Luiz Carlos Busato, de Canoas (RS);
7. Rafael Greca, de Curitiba (PR), representado por Dâmaris da Silva Seraphim, assessora da Secretaria Municipal de Meio Ambiente;
8. Gean Marques Loureiro, de Florianópolis (SC), representado por Nelson Gomes Mattos Júnior, secretário municipal de Meio Ambiente, Planejamento e Desenvolvimento Urbano;
9. Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra, de Fortaleza (CE), representado por Edilene Oliveira, da Coordenadoria de Políticas Ambientais da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente;
10. Iris Rezende Machado, de Goiânia (GO), representado por Patrícia Alencar, auditora fiscal da Agência Municipal do Meio Ambiente;
11. Luciano Cartaxo, de João Pessoa (PB), representado por Abelardo Jurema Neto, secretário municipal de Meio Ambiente;
12. Rui Palmeira, de Maceió (AL), representado por Gustavo Acioli Torres, secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável;
13. Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro Neto, de Manaus (AM);
14. Carlos Eduardo Nunes Alves, de Natal (RN);
15. Nelson Marchezan Jr., de Porto Alegre (RS), representado por Carlos Siegle de Souza, secretário municipal de Relações Institucionais;
16. Hildon Chaves, de Porto Velho (RO), representado por Yaylley Jezini, secretário executivo de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável;
17. Marcelo Crivella, do Rio de Janeiro (RJ), representado por José Miguel Pacheco, gerente de Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Sustentável da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Conservação;
18. Antonio Carlos de Magalhães Neto, de Salvador (BA), representado por André Fraga, secretário municipal de Cidade Sustentável e Inovação. 

Fotos: Andrea Rego Barros/Prefeitura do Recife

Com informações da Prefeitura do Recife

Matéria publicada no portal do ICLEI - Local Governments for Sustainability