Início > Noticias > Diversidade sexual é tema da pesquisa "Viver em São Paulo"

Diversidade sexual é tema da pesquisa "Viver em São Paulo"

Apresentação dos resultados do levantamento e debate sobre o assunto serão realizados nesta terça-feira (22/5), no Sesc Pinheiros. Participe!    

Nesta terça-feira (22/5), a Rede Nossa São Paulo e o IBOPE Inteligência, em parceria com Sesc São Paulo, apresentarão os resultados da pesquisa “Viver em São Paulo: Diversidade”. 

Aberto a todas as pessoas interessadas no tema, o evento ocorrerá das 9h30 às 12h30, no Sesc Pinheiros.

Trata-se de um levantamento inédito, que mostrará a percepção dos paulistanos sobre diversos itens relacionados à população LGBT+. 

Entre as questões respondidas pelos entrevistados estão:

-Você já vivenciou ou presenciou alguma situação de preconceito em função da orientação sexual ou identidade de gênero?
- Na sua opinião, a administração municipal tem feito muito, pouco ou nada para combater a violência contra a população LGBT+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e outros gêneros)?

A pesquisa revelará também o “Índice de LGBTfobia" entre os paulistanos.   

Após a apresentação dos dados do levantamento, haverá um debate sobre o tema.   

Confira os debatedores que participarão do diálogo: 

Amara Moira, travesti, feminista, doutora em teoria e crítica literária pela Unicamp e autora do livro autobiográfico "E se eu fosse puta" (Hoo editora, 2016). Além disso, ela é colunista da Mídia Ninja e professora de literatura no cursinho pré-vestibular Descomplica.

Renan Quinalha, professor de Direito da Unifesp, advogado e ativista no campo dos direitos humanos, especialmente na temática da diversidade sexual. Publicou o livro “Justiça de Transição: contornos do conceito” (Expressão Popular, 2013), co-organizou a obra “Ditadura e Homossexualidades: repressão, resistência e a busca da verdade” (EdUFSCar, 2014) e está organizando a obra "A história do movimento LGBT brasileiro", a ser lançada em novembro de 2018.

Evorah Cardoso, doutora (2012) e mestre (2008) em Sociologia Jurídica, pelo Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, onde também obteve sua graduação (2005). É pesquisadora do Núcleo Direito e Democracia do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento CEBRAP (desde 2004), tendo desenvolvido pesquisas sobre igualdade de gênero, racismo e entidades de defesa de direitos da sociedade civil, criança e adolescente. Os estudos eram destinados ao Ministério da Justiça, à Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres e Prefeitura de São Paulo. 

Rafael Cristiano, homem negro, morador do Cantinho do Céu (Grajaú), ator no Núcleo Pele e designer gráfico da revista Perife. Realiza rodas de conversa sobre masculinidade em escolas públicas da região.

Serviço
Pesquisa "Viver em São Paulo: Diversidade"
Nesta terça-feira, dia 22 de maio de 2018
Das 9h30 às 12h30
Sesc Pinheiros (Rua Paes Leme, 195)

Confirme presença na página do facebook do evento.