Início > Boas Praticas > França se mobiliza para promover saúde através de alimentação saudável

França se mobiliza para promover saúde através de alimentação saudável

França

Continente: 
Europa
País: 
França
População (Ano): 
65.447.374 hab.
Ano População: 
2010
Área Total (Ano): 
543.965,00 km²
Nutrição adequada é um fator de proteção da saúde, assim melhorar o estado nutricional da população é um grande desafio para políticas públicas de saúde no mundo. O Programa Nacional de Nutrição e Saúde (PNNS) da França lida com a nutrição como um determinante da saúde.

Descrição

Nutrição adequada é um fator de proteção da saúde, assim melhorar o estado nutricional da população é um grande desafio para políticas públicas de saúde no mundo.

Pesquisas têm demonstrado as consequências da alimentação inadequada e da atividade física insuficiente, concretamente no aumento do número de casos de diferentes tipos de câncer e doenças cardiovasculares, que representam mais de 55% das 550.000 mortes anuais na França. Fatores nutricionais também estão associados a diabetes, obesidade, osteoporose, entre outras doenças.

A prevalência de obesidade aumentou de 8,2%, em 1997, para 9,6%, em 2000, e para 11,3%, em 2003, um aumento de cerca de 5% ao ano. A proporção de pessoas com sobrepeso ou obesas aumentou em seis anos, de 36,7% para 41,6%. O Governo francês percebeu que era urgente agir no assunto.

Lançado em janeiro de 2001, o Programa Nacional de Nutrição e Saúde (PNNS) tem o objetivo geral de melhorar a saúde de toda a população, agindo sobre um de seus principais determinantes: a nutrição. O programa foi prorrogado em 2006 e 2011. O PNNS trata a nutrição como determinante da saúde.

Vários objetivos iniciais foram parcial ou integralmente cumpridos, como a redução da prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças, a redução no consumo de sal ou açúcar, aumento do consumo de frutas nos adultos. Contudo, estas melhorias não afetaram de maneira uniforme todos os segmentos da população e as desigualdades na saúde continuam existindo.   

Metodologia

As medidas previstas no PNNS e suas principais ações estão organizadas de acordo com quatro eixos estratégicos:

1) Reduzir, através de ações específicas, as desigualdades sociais no campo da nutrição dentro do marco das ações gerais de prevenção

2) Promover a atividade física e esportiva e limitar o sedentarismo

3) Planejar e tomar conta da questão nutricional do paciente: reduzir a prevalência de desnutrição

4) Valorizar o PNNS como referência para as ações de nutrição e do envolvimento de todos os atores

A estratégia de comunicação é umas das ações chaves previstas no PNNS, ela prevê:

- A criação de um portal institucional específico sobre os PNNS, princípios, ações, principais parceiros, entre outros;

- Promoção do site: www.mangerbouger.fr, como referência em matéria de informação de "Nutrição e Saúde" na Internet;

- Informações nos meios de comunicação, para os profissionais, governos, e público em geral sobre as realizações do PNNS.    

Objetivos

• O Programa Nacional de Nutrição e Saúde (PNNS) tem o objetivo geral de melhorar a saúde de toda a população, agindo sobre um de seus principais determinantes: a nutrição

• Os objetivos nutricionais na saúde pública são definidos pelo Conselho Superior de Saúde Pública (HCSP). Estes objetivos estruturam as orientações estratégicas e servem de base para definir as ações planejadas pelo PNNS:

1. Reduzir a obesidade e sobrepeso na população

- estabilizar a prevalência de obesidade e reduzir o excesso de peso em adultos

- reduzir a prevalência de obesidade e sobrepeso entre crianças e adolescentes

2. Aumentar a atividade física e reduzir os comportamentos sedentários

- aumentar a atividade física nos adultos

- aumentar a atividade física e lutar contra o sedentarismo nas crianças e adolescentes

3. Melhorar as práticas alimentares e o consumo de nutrientes, particularmente entre as populações em risco

- Aumentar o consumo de frutas e verduras

- Reduzir o consumo de sal

- Aumentar o consumo de cálcio nos grupos de risco

- Lutar contra a deficiência de ferro entre as mulheres em situação de pobreza

- Melhorar o consumo de ácido fólico e sais nas mulheres em idade fértil

- Promover o aleitamento materno

4. Reduzir a prevalência de doenças nutricionais

- Desnutrição, transtornos alimentares

O PNNS 2011-2015 já está em vigor, e estabelece metas concretas, tais como:

• Aumentar em 5 anos, em adultos e na população em geral, o consumo de frutas e vegetais, de modo que:

- Pelo menos 70% dos adultos consumam, no mínimo, 3,5 frutas e vegetais por dia

- Pelo menos 50% dos adultos consumam, no mínimo, 5 frutas e vegetais por dia

• Aumentar em 5 anos, em adultos que vivem em situação de pobreza, o consumo de frutas e legumes, de modo que:

- Dobre a proporção de adultos que declaram comer frutas e vegetais, no mínimo, 3 vezes por dia

- Multiplique por cinco a proporção de adultos que declaram comer frutas e legumes, no mínimo, 5 vezes por dia

• Aumentar em 5 anos, em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos, o consumo frutas e legumes, de modo que:

- Pelo menos 50% consumam, no mínimo, 3,5 frutas e vegetais por dia

- Pelo menos 25% consumam, no mínimo, 5 frutas e vegetais por dia                

Cronograma

• Janeiro de 2001: Lançamento do Programa Nacional de Nutrição e Saúde (PNNS)

• 2006: Prorrogação do PNNS

• 2011: Prorrogação do PNNS

• Atualmente: O PNNS 2011-2015 já está em vigor, disponível no site do Ministério de emprego, trabalho e saúde

Resultados

• Vários objetivos iniciais foram parcial ou integralmente cumpridos, como a redução da prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças, redução do consumo de sal e açúcar e aumento do consumo de frutas nos adultos. Contudo, estas melhorias não afetaram de maneira uniforme todos os segmentos da população e as desigualdades na saúde e concretamente na nutrição continuam existindo

• Foi fornecido um quadro de referência e foram produzidas inúmeras ferramentas.

• Conseguiu-se mobilizar muitos atores (ministérios, autoridades locais, profissionais da área da saúde, atividade física, educação ou sociais, agentes econômicos e voluntários)       

Fontes

http://www.mangerbouger.fr/

http://www.mangerbouger.fr/pro/le-pnns/le-pnns-en-detail/connaitre-le-pnns/de-quoi-s-agit-il.html

http://www.mangerbouger.fr/pro/IMG/pdf/EtudeObepi_obesite.pdf

http://www.sante.gouv.fr/IMG/pdf/PNNS_2011-2015.pdf

http://www.ccc-france.fr/index.php?page=73

15
última modificação: ter, 14/05/2013 - 16:02