Início > Boas Praticas > Limites da Cidade - Pegada ecológica de Londres

Limites da Cidade - Pegada ecológica de Londres

Londres

Continente: 
Europa
País: 
Inglaterra
População (Ano): 
8.278.251 hab.
Área Total (Ano): 
1.579,00 km²
A cidade de Londres fez uma análise ampla de sua pegada ecológica a fim de determinar as áreas-alvo para reduzi-la. A avaliação considerou as principais áreas de impacto entre as diferentes atividades da cidade.

Descrição

A cidade de Londres fez uma análise ampla de sua pegada ecológica a fim de determinar as áreas-alvo para reduzi-la. A avaliação considerou as principais áreas de impacto: produtos, serviços e gestão de resíduos, alimentos, consumo de energia direta (exceto transportes), mobilidade pessoal, fornecimento de moradia e redução da poluição. A publicação lançada em setembro de 2002 mostrou que os maiores contribuintes para a “pegada ecológica” de Londres são materiais, resíduos e alimentos. Energia, transportes e água são contribuintes relativamente baixos.                                   

Objetivos

• Quantificar e catalogar a energia e os materiais consumidos pelos londrinos e, se possível, mapear os fluxos desses recursos

• Calcular a pegada ecológica dos cidadãos de Londres

• Comparar a pegada ecológica dos cidadãos de Londres com outras regiões

• Comparar a pegada ecológica dos cidadãos de Londres com a 'earth share' (compartilhamento dos recursos disponíveis no planeta), disponíveis globalmente para estimar a sustentabilidade ecológica

• Quantificar a sustentabilidade ecológica de uma série de cenários de melhoria

• Avaliar a disponibilidade e a qualidade dos dados necessários para efetuar este tipo de análise e, em certos casos, fazer recomendações para melhorar os requisitos de dados para o fluxo de recursos e análise da pegada ecológica

• Determinar as áreas-alvo para a redução da pegada ecológica                   

Cronograma

• Setembro / 2002: Lançamento do relatório da análise da pegada ecológica de Londres

Resultados

• A publicação lançada em setembro de 2002 mostrou que os maiores contribuintes para a “pegada ecológica” de Londres são materiais, resíduos e alimentos, enquanto que energia, transportes e água são contribuintes relativamente baixos

• A publicação passa a ser usada como base para projetos para a redução de emissões de carbono

• A publicação se tornou ferramenta para o planejamento da cidade, uma vez que permite o estabelecimento de respostas mensuráveis para perguntas relacionadas à sustentabilidade local:

- Se Londres continuar demandando recursos de acordo com a tendência das últimas décadas, o quão longe da sustentabilidade a cidade estará em 2020?

- Para quão mais perto de um cenário de sustentabilidade os objetivos políticos atuais levariam Londres em 2020?

- O que Londres e seus cidadãos precisariam fazer para alcançar metas de sustentabilidade, como definido pela pegada ecológica, em 2020?                   

Instituições envolvidas

• Prefeitura de Londres

• Chartered Institute of Wastes Management

• The Institution of Civil Engineers

• Best Foot Forward                   

Fontes

http://citylimitslondon.com/

http://citylimitslondon.com/downloads/Execsummary.pdf

http://citylimitslondon.com/downloads/Complete%20report.pdf

18
última modificação: qui, 02/05/2013 - 14:31