Início > Boas Praticas > Município mais populoso da China investe em revitalização urbana com rotas caminháveis

Município mais populoso da China investe em revitalização urbana com rotas caminháveis

Chongqing

Continente: 
Ásia
País: 
China
População (Ano): 
30.480.000 hab.
Ano População: 
2016
Área Total (Ano): 
82.300,00 km²
Ano Área Total: 
2016
Metro aéreo de Chongqing
Em um momento onde metrópoles do mundo passam a questionar os modelos de alto crescimento, cidades chinesas como Chongqing, têm um papel fundamental na transição para um crescimento sustentável e com qualidade de vida para a população.

Descrição:

O conceito TOD, da sigla em inglês para Transit Oriented Development, propõe um desenvolvimento urbano orientado para o trânsito e baseado no design de três eixos: estrutura de transporte, espaços abertos e ambiente construído. O planejamento TOD impacta positivamente as cidades em sua resiliência climática, acessibilidade, mobilidade, integração tecnológica, inclusão social, desenvolvimento de infraestruturas sustentáveis e melhor acesso a terra, tendo um impacto global nas dinâmicas urbanas.

Seguindo uma tendência mundial, o planejamento de muitas das grandes cidades chinesas tem buscado uma transição de perspectiva, passando a priorizar a qualidade e acesso aos espaços públicos, e a substituição de grandes blocos comerciais por bairros mais agradáveis e acessíveis. As cidades com estratégias TOD vem obtendo bons resultados na criação de territórios mais justos e saudáveis, considerando ainda a ​​mitigação das emissões e seu impacto sobre as mudanças climáticas.

No processo de mudança de perspectivas em direção ao crescimento sustentável, cidades como Chongqing tem sido parte fundamental dessa nova estratégia de urbanização. Localizado no sudoeste chinês, o município tem escala de um pequeno país, com área de 82 mil km2 e uma população de 33 milhões de pessoas, quase tão próxima a do Canadá. Sua posição geográfica estratégica se contrapõe a uma topografia marcada por montanhas e rios, deixando apenas 6% do território para o desenvolvimento.

Características do ambiente fisico e da dinâmica politica levaram a um desenvolvimento agressivo da indústria na região, com efeitos adversos para a população e o meio ambiente nas últimas duas décadas. Em alguns momentos da década de 1990 Chongqing alcançou o maior nível de chuva ácida da China,  vulnerabilidade a desastres naturais, em paralelo å chegada de 1 milhão de imigrantes de outras partes do país em busca de oportunidades de emprego e renda.

Como forma de reverter a degradação decorrente desse desenvolvimento intensivo, nos últimos anos a cidade vem buscando um novo modelo  baseado em cinco pilares estratégicos: a estruturação do território, conectividade, inovação, inclusão e crescimento verde. Na contramão das últimas décadas agora a cidade se dedica a um planejamento que tenha como principal objetivo a melhora da qualidade de seus espaços públicos e valorização do território.

Desde os anos 2000 a cidade incorpora a perspectiva TOD em seu plano de uso e ocupação do solo, com participação das comunidades. Pesquisa realizada em 2010 revelou que as pessoas circulam 150% mais por pequenas ruas e bairros tradicionais da cidade, do que pela nova área industrial. Alem disso, afirmaram passar 640% mais tempo em espaços com fachadas abertas do que em ruas com edificações fechadas.

Ao invés de um Plano Diretor genérico, a estratégia de planejamento passou a olhar a dinâmica da comunidade local e incorporar traços da cultura tradicional chinesa na infraestrutura da cidade. Para garantir a mobilidade da população pelo extenso território, um sistema de metro aéreo atende a região central e subúrbios desde 2005. Os arredores das estações de metrô foram  desenvolvidos a partir da integração com o comércio e serviços locais, uma forma de conectar regiões da cidade e reduzir o uso de veículos particulares.

O principal objetivo da revitalização de Chongqing foi melhorar a qualidade do espaço público urbano, renovando a vida nas ruas e ampliando a rede de transporte por meio de um sistema conectado de ruas e espaços verdes. Um plano para os bairros da cidade mudou o foco do tráfego para um sistema  dedicado å pedestres e veículos não motorizados. A região central ganhou calçadas mais largas, restrições para circulação de veículos e locais para estacionamento de bicicletas, além de calçadões ao redor dos principais rios da zona urbana.

Mas o principal investimento em infraestrutura se deu com medidas simples de identificação de rotas de pedestres pela cidade. Os percursos foram pavimentados, ganharam placas de identificação, iluminação adequeada e mobiliário urbano próprio, com bancos e mesas de uso público. Com ações simples para garantir a segurança dos pedestres e um planejamento de rotas que considerasse as dinâmicas da cidade, o projeto conseguiu aumentar o fluxo de pedestres nas ruas e incentivar a vivacidade da metrópole.

Em 2012 uma das rotas revitalizadas na cidade foi premiada pelo Ministério da Habitação e Desenvolvimento Urbano do país como exemplo de contribuição ativa para tornar o ambiente urbano mais vivo e humano. Com um desenvolvimento acelerado e pouco planejado para suas cidades, projetos que visam melhorar as condições de vida nas cidades e recuperar a função dos espaços públicos como locais de encontro e troca de experiências são exemplos inspiradores para cidades de todo o mundo.

A renovação urbana de Chongqing baseada nos princípios TOD atende diversos objetivos da Agenda 2030, com destaque

Objetivo:

- Diminuir a emissão de gases de efeito estufa até 2030;

- Melhorar a qualidade de vida da população, promovendo o uso de espaços públicos;

- Renovação urbana com ênfase no desenvolvimento sustentável;

Cronograma e Metodologia:

2010: Realizada grande pesquisa de opinião sobre as demandas e necessidades da população em relação ao espaço público;

2011: Se iniciam os projetos de renovação urbana, com a seleção de alguns distritos como casos piloto para a cidade;

2012: Cidade recebe 50 milhões de renmimbis (moeda local) em subsídios  do governo central para o desenvolvimento sustentável;

2014: Governo federal chinês lança o Plano de Desenvolvimento Nacional 2014-2020, baseado nos princípios TOD;

2015: Entre em funcionamento o sistema metroviário da cidade;

2018: A cidade de Chongqing lança seu Plano Estratégico Chongqing 2035;

Resultados:

- Transformação dos ambientes naturais urbanos e revitalização das áreas públicas da cidade;

- Incentivo ao estilo de vida tradicional chinês e valorização das dinâmicas de pedestres e veículos não motorizados

Instituições envolvidas:

Prefeitura de Chongqing

Governo Federal Chinês

Plataforma Global para Cidades Sustentáveis

Fundação de Energia da China

Contato:

Prefeitura Municipal de Chongqing

Endereço: Renmin Road, No. 232, distrito de Yuzhong

E-mail: [email protected]

CEP: 400015

Fontes:

Programa Chinês de Energia Renovável

Relatório Técnico Chongqing 2035

38
última modificação: ter, 13/08/2019 - 16:44