Início > Boas Praticas > Programa de Vias Verdes prevê reutilização de vias ferroviárias em desuso

Programa de Vias Verdes prevê reutilização de vias ferroviárias em desuso

Espanha

Continente: 
Europa
País: 
Espanha
População (Ano): 
7.500.000 hab.
Ano População: 
2009
O Programa de Vias Verdes, na Espanha, busca transformar as linhas ferroviárias antigas que não estão mais em uso em rotas não motorizados para ciclistas, pedestres e patinadores.

Descrição

Realizado pelo governo espanhol, o Programa de Vias Verdes busca transformar as linhas ferroviárias antigas que não estão mais em uso em rotas não motorizados para ciclistas, pedestres e patinadores.

As Vias Verdes se desenvolvem em infraestrutura ferroviária existente há tantas décadas que já estão integradas ao ambiente natural. A reutilização não causa nenhum impacto ambiental, muito pelo contrário: envolve a regeneração de áreas degradadas, principalmente perto das cidades. Esta infraestrutura permite desenvolver atividades de educação ambiental para os cidadãos.

O projeto começou em 1993, encomendado pelo Ministério das Obras Públicas para a Fundación de los Ferrocarriles Españoles (FFE), em colaboração com a Renfe e os Ferrocarriles Españoles de Vía Estrecha (FEVE).

Em 1998 formou-se a Associação Europeia de Vias Verdes, com o objetivo de promover a expansão desta experiência para todo o continente europeu.

Objetivos

O objetivo do programa é reutilizar as linhas ferroviárias abandonadas como infraestrutura de transporte não motorizados, permitindo a sua apropriação por pedestres, ciclistas e pessoas com mobilidade reduzida. 

Cronograma

• 1993: Realização do inventário espanhol de linhas ferroviárias desativadas.

• 1995: O parlamento espanhol mostra seu apoio institucional ao Programa por unanimidade em todos os grupos políticos.

• 1997: Primeira Conferência Internacional sobre Vias Verdes na Espanha e publicação do Guia Vias Verdes publicado pela FFE.

• 1998: Criação da Associação Vias Verdes Europeia.

• 2013: Programa de Vias Verdes espanhol completa 20 anos.                       

Resultados

• Em fevereiro de 2000, o Programa Vias Verdes atingiu plenamente os objetivos, embora ainda existam milhares de quilômetros de estradas de ferro abandonadas que podem ser convertidas.

• Colaboraram no seu desenvolvimento quase todas as regiões espanholas (exceto aquelas onde não há vias férreas abandonadas), e cerca de 180 municípios.

• Foram registradas mudanças nas políticas e estratégias nacionais e regionais e as autoridades locais têm incluído planos específicos para o desenvolvimento do programa.

• As regiões mais dinâmicas (Valência, País Basco, Astúrias e La Rioja) estão trabalhando para tornar todas as suas ferrovias abandonadas em Vias Verdes e criar conexões físicas entre elas, estabelecendo rotas de longa distância.

• Um indicador da excelente aceitação na sociedade espanhola pode ser o sucesso do Guia Vias Verdes publicado pela FFE em 1997: 13 mil cópias foram vendidas até fevereiro de 2000.

• Em Dezembro de 1999 foi publicado um segundo volume do guia, que vendeu mais de 5 mil cópias em apenas três meses.

• Na Espanha, existem atualmente (2013) 2.000 km de Vias Verdes ao longo de 102 Vias Verdes.

• Andaluzia é a comunidade que tem maior número de Vias Verdes, com um total de 425 km.

• As Vias Verdes de Girona recebem uma média de 1,5 milhões de visitantes a cada ano.

Instituições envolvidas

• Ministério do Meio Ambiente da Espanha

• Direção Geral de Transportes

• Fundación de los Ferrocarriles Españoles (FFE)

• Renfe

• Ferrocarriles Españoles de Vía Estrecha (FEVE).

Fontes

http://habitat.aq.upm.es/dubai/00/bp354.html

http://www.viasverdes.com/ViasVerdes

https://es.wikipedia.org/wiki/Vía_verde  

http://www.20minutos.es/noticia/1860538/0/vias-verdes/naturaleza/bicicleta/

Galeria de Imagens: 
38
última modificação: qui, 17/10/2013 - 09:53