Início > Boas Praticas > Transporte Público Gratuito em Maricá

Transporte Público Gratuito em Maricá

Maricá

Continente: 
América do Sul
País: 
Brasil
Estado - Província: 
RJ
População (Ano): 
143.111 hab.
Ano População: 
2014
Em Maricá (RJ), a prefeitura decidiu que a população deve ser beneficiada e ter o direito de ir e vir assegurado. Por isso, desde dezembro de 2014, as primeiras linhas de ônibus com tarifa zero começaram a circular na cidade.

Descrição:

Maricá foi a primeira cidade brasileira com mais de 100 mil habitantes a implantar o passe livre. As quatro primeiras linhas de ônibus com tarifa zero começaram a circular no dia 18 de dezembro de 2014 e a catraca só existe para registrar o número de passageiros.

Há pouco mais de um mês, a prefeitura local fundou a Empresa Pública de Transportes (EPT) e instituiu o passe livre para todos. Duas empresas privadas de transportes da cidade continuam tendo concessão, renovadas em 2005 e com duração até 2020, para operar com cobrança de passagem. Por isso, desde o fim do ano passado, os usuários têm à disposição tanto os ônibus que cobram tarifa, com valor mínimo de 2,70 reais, quanto os gratuitos, da Prefeitura de Maricá, sendo que ambos fazem trajetos semelhantes.

A ideia é quebrar o monopólio que, durante décadas, existe neste setor dentro do município e ao mesmo tempo, oferecer o transporte como um serviço público e gratuito à população.

A qualidade dos novos ônibus comprados pela prefeitura é exemplar.Todos os ônibus têm ar condicionado e elevador para deficientes físicos nas portas.
Atualmente existem dez veículos operando, mas a proposta é comprar mais vinte ônibus, preferencialmente elétricos para que não haja emissão de carbono. Além disso, a prefeitura pretende complementar o serviço de transporte com vans.

A prefeitura pretende investir na EPT para que a empresa tenha capacidade de concorrer com as empresas privadas e assim, Maricá tenha autonomia para garantir o transporte dos moradores independentemente de concessão.

Objetivo:

Oferecer o direito de ir e vir para todos os cidadãos.

Metodologia:

A prefeitura começou os estudos para criar uma empresa com tarifa popular. O objetivo era iniciar a operação com passagem em torno de dois reais para, progressivamente, reduzir até a tarifa zero. Mas a ideia esbarrou em entraves jurídicos. A solução foi fundar uma autarquia municipal e implantar a tarifa zero desde o início.

Depois da criação da autarquia, a prefeitura investiu aproximadamente 5 milhões de reais, comprou dez ônibus e contratou 29 motoristas por meio de concurso público, em caráter temporário, por 12 meses. No total, a EPT já tem 90 funcionários, que trabalham exclusivamente para o funcionamento das quatro linhas de ônibus.

Os veículos atendem do bairro Recanto à Ponta Negra, nas extremidades do município, 24 horas por dia e nos finais de semana. 

Os recursos para manter todo esse sistema são provenientes da verba que o município tem direito em função dos royalties do petróleo.

Resultados:

- Desde que começou a operar, em pouco mais de um mês, os ônibus gratuitos já transportaram mais de 200 mil passageiros. A Prefeitura de Maricá estima que já esteja atendendo 70% da população. 

- A gratuidade fez até com que moradores de cidades vizinhas pudessem começar a frequentar as praias de Maricá. 

Contatos:

Secretário de Transportes: Leandro Costa 
[email protected]

Instituições envolvidas:

Prefeitura Municipal de Maricá

Fontes:

Empresa Pública de Transporte

Prefeitura de Maricá

Carta Capital

Ônibus começam a circular em Maricá (RJ) sem cobrar passagem

38
última modificação: sex, 13/03/2015 - 17:30

Comentários