Início > Noticias > Programa Cidades Sustentáveis promoveu curso de Gestão Pública no Maranhão

Programa Cidades Sustentáveis promoveu curso de Gestão Pública no Maranhão

O Programa Cidades Sustentáveis (PCS), em parceria com o Movimento Nossa São Luis (MNSL), a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e a Fundação Alphaville, e com o apoio do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e da Prefeitura Municipal de São Luis, promoveu, nos dias 16 e 17 de abril, o curso de Gestão Pública Sustentável.

O objetivo do curso foi auxiliar os gestores públicos e técnicos das cidades signatárias do Estado do Maranhão (Colinas, São Luís, Timon e Santa Inês) a colocarem em prática a agenda de sustentabilidade prevista pelo Programa Cidades Sustentáveis em suas cidades, baseada nos 12 eixos do programa.

Participaram da solenidade de abertura do curso José Cursino, secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento, Rodrigo Maia, secretário municipal de Meio Ambiente, Andréia Lauande, secretária municipal da Criança e Assistência Social, Maurício Broinizi, coordenador executivo do Programa Cidades Sustentáveis, e Daniel Madorra, gestor do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA) e articulador do Movimento Nossa São Luís.

Na ocasião, o secretário José Cursino reafirmou o compromisso da gestão municipal com o Programa Cidades Sustentáveis assumido desde o momento em que São Luís se tornou cidade signatária do programa. “Na elaboração do nosso plano plurianual, levamos em consideração os princípios e valores referentes à sustentabilidade. Temos convicção de que, com parcerias como essas, poderemos trazer da teoria para a prática ações que proporcionem o desenvolvimento sustentável de nossa cidade”, disse.

Já Daniel Madorra destacou os esforços do MNSL por uma São Luís melhor, lembrando a entrega do Programa de Metas para a gestão 2013-2016 que ocorreu em fevereiro de 2013, e solicitou ao poder público: “Em nome da sociedade civil, reafirmamos a necessidade da utilização integrada dos indicadores sociais pelas secretarias para o acompanhamento da situação da cidade nos mais diversos aspectos de acesso à direitos fundamentais. Ou entendemos que os indicadores são fundamentais não apenas para o monitoramento das políticas públicas, mas, principalmente, para a tomada de decisões, ou não conseguiremos avançar em melhorias para são Luís”, declarou.

Encerrando a cerimônia de abertura, Maurício Broinizi ressaltou a importância da corresponsabilidade: “O Programa Cidades Sustentáveis defende a democracia participativa, baseada na ética da corresponsabilidade de maneira apartidária. É certo que a administração pública tem seus deveres para com a cidade, mas, a sociedade civil também precisa se posicionar e assumir suas responsabilidades. Quando há esta relação saudável, a cidade pode avançar no sentido da sustentabilidade em todas as suas dimensões”, finalizou.

Após a cerimônia, foi iniciado o curso realizado em quatro módulos que tratavam sobre as bases do programa Cidades Sustentáveis, mapeamento estratégico do município, fundamentos de governança e gestão local, os 12 eixos temáticos do Programa Cidades sustentáveis e a utilização do sistema de indicadores do PCS.

Ao final do curso, foi informado pelo secretário Rodrigo Maia, que já foi encaminhado para a assinatura do prefeito Edivaldo Jr. um decreto formalizando a constituição de um comitê integrado para a alimentação e monitoramento dos indicadores dos 12 eixos do Programa Cidades Sustentáveis.

Matéria originalmente publicada no portal do Movimento Nossa São Luís